Informação sobre doenças da tireoide, causas, sintomas e tratamento das doenças da tireoide, incluindo os nódulos da tireoide.


Diagnóstico do Hipotireoidismo

Os sintomas clínicos do hipotireoidismo são geralmente inespecíficos, como fadiga, cansaço, queda de  abelos, constipação intestinal, diminuição de memória, alteração de peso, intolerância ao frio e irregularidade menstrual, entre outros. Sinais sugestivos incluem bradicardia, pele ressecada, unhas quebradiças edema não-compressível (mixedema), hiporreflexia, rouquidão, bócio. Dessa forma, a presença de vários desses sinais e sintomas deve levantar a suspeita do hipotireoidismo, cujo diagnóstico deve ser confirmado com a dosagem sérica do T4 livre (T4L) diminuída e do TSH elevada.
Em alguns pacientes, o TSH pode estar ligeiramente elevado, enquanto o T4L ainda se encontra normal, condição que caracteriza o hipotireoidismo subclínico.
Algumas situações merecem especial atenção ao se analisar o resultado do TSH na avaliação do hipotireoidismo:
  1. Quando existe doença hipofisária ou hipotalâmica — nesses casos, o TSH pode não se elevar;
  2. Em pacientes hospitalizados com doença sistêmica grave, já que vários fatores podem interferir na dosagem do TSH;
  3. Em pacientes recebendo drogas que afetem a secreção do TSH, principalmente dopamina, glicocorticóides, fenitoína e análogos da somatostatina, entre outras.
A fim de se evitar tais situações de interferências e/ou erros laboratoriais e situações de hipotireoidismo transitório, como tireoidite subaguda ou outras tireoidites, recomenda-se repetir a dosagem do TSH, juntamente com a do T4L após dois meses e assim decidir pela necessidade ou não do tratamento.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL